Movimento de Jovens Despertar.

Este Movimento nasceu em 1995 diante do apelo de jovens para um levantar da moral e da espiritualidade que a juventude necessitava naquela época.
O Movimento veio para ensinar os jovens a serem líderes em seus grupos e na sua comunidade de ação, mostrando que a juventude pode ser a chave mestra para uma Igreja do presente e do futuro, afinal, os jovens de hoje são a Igreja e o futuro dela.
O Movimento mostra através de palestras, dinâmicas, cantos , teatros e brincadeiras a razão e o afeto de Deus pela juventude e sua opção pelos jovens. A espiritualidade do movimento é retirada do Evangelho e da doutrina da Igreja Católica.
A vocação sacerdotal e a vida religiosa são muito prestigiadas, valorizadas e ensinadas. A opção Mariana está presente em todos os momentos deste movimento, onde a presença de Maria é uma constante para a busca de Seu Filho e de Seus ensinamentos.
A valorização da Família, do namoro e da responsabilidade escolar são os parâmetros para uma sadia juventude que busca seu lugar no mundo, levando a paz , o respeito e a tranquilidade serena das opções doutrinais e dos valores éticos e morais.
A opção pela Igreja se faz plena e confiante dentro do Movimento regido por pessoas líderes em suas comunidades e sempre contando com a presença de um diretor espiritual sacerdotal.
O Movimento já chega perto de 5.000 jovens que o fizeram, sendo que abrange jovens de todas as cidades de nossa Diocese, além da participação de jovens de outras localidades como Sorocaba, Ponta Grossa, Curitiba, São Paulo, Campinas, Itapetininga, Avaré, Bauru e Rio de Janeiro.
O Movimento já foi realizado duas vezes na cidade de Fartura e uma vez na cidade de Buri. Não é um movimento de oração (apenas), mas sim de levar a juventude a ser o caminho e a liderança para um mundo sem opção, para famílias desorganizadas e para uma juventude que atravessa dias muito difíceis.
Somos direcionados para uma Pastoral da Juventude com o pé no chão, ou seja, de atuação e de mudanças no seio da Igreja (sempre de acordo com a orientação e os ensinamentos da Santa Igreja Católica Apostólica Romana e de seu guia máximo terreno (o Papa).
Temos consciência da grande luta e da grande adversidade que o mundo nos mostra, que, mas também procuramos levar a Fé e a esperança de dias melhores e valorizadas para uma juventude que se sente abandonada. Contamos e sempre mostramos um Cristo que valoriza e estimula a juventude a ser o irmão faltante daqueles que não acreditam ou tem uma chama apagada de espiritualidade.

Hanna Lahoud – Coordenador Geral do Movimento de Jovens Despertar.